Barra

GABINETE DE GESTÃO ACADÉMICA E CURRICULAR

GLOSSÁRIO ACADÉMICO da UAb

 

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | X | Z      
Esta informação não dispensa a leitura atenta dos Regulamentos da UAb.
A
Acesso à Universidade Aberta (UAb)

A candidatura a um curso superior ao nível do 1.º Ciclo de Estudos (Licenciatura) na Universidade Aberta pode ser realizada por qualquer cidadão nacional ou estrangeiro, desde que reúna as condições gerais e específicas de admissão que constam nos regulamentos da Instituição. O acesso aos cursos pode ser efetuado por:

Acesso Direto – a quem estiver habilitado com um grau académico do ensino superior.
Acesso Específico – a quem reúna, cumulativamente, uma das condições referidas no ponto 1. e o ponto 2.:
1. Ter, pelo menos, 21 anos no dia 1 de outubro do ano da realização do exame ou reunir as condições para ser trabalhador-estudante e ter, pelo menos, 18 anos na mesma data;
2. Ser titular de um curso do ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente.
Maiores de 23 Anos (ACFES) – a quem não seja titular da habilitação de acesso ao ensino superior e complete 23 anos até 31 de dezembro do ano anterior.
Mudança de Par Instituição/Curso – Ato pelo qual um estudante se matricula e/ou se inscreve em par instituição/curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, se realizou uma inscrição. Pode ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.
Reingresso – Ato pelo qual um estudante, após interrupção dos estudos num par instituição/curso de ensino superior, se matricula na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.

Para frequentar um curso na UAb é imprescindível ter acesso regular a um computador com ligação à Internet, de banda larga, a par de uma conta pessoal de correio eletrónico ativa (ver Modelo Pedagógico Virtual da UAb, Módulo de Ambientação Online, e-Learning na UAb e Ambiente Virtual de Aprendizagem).

ACFES (Maiores de 23 anos)

Provas especialmente adequadas destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos maiores de 23 anos para frequentar um curso de 1.º Ciclo - licenciatura na UAb (ver Programa de Preparação para as Provas de Acesso à UAb).

Acordo Interinstitucional

Protocolo estabelecido entre duas instituições de ensino superior no âmbito do programa Erasmus+, que permite a realização de mobilidade de estudantes e pessoal entre ambas as instituições.

Acreditação de um Ciclo de Estudos

Procedimento pelo qual um organismo, competente para a avaliação e acreditação do ensino superior, verifica e reconhece, formalmente, que um determinado ciclo de estudos, conducente à atribuição de um grau académico (licenciado, mestre, doutor), satisfaz os requisitos exigidos para a sua criação e funcionamento. (www.a3es.pt)

Acreditação Preliminar

Procedimento pelo qual, no âmbito do sistema de avaliação e acreditação do ensino superior, se procede à acreditação de ciclos de estudos em funcionamento à data de entrada em atividade da Agência responsável pela acreditação. Esta acreditação vigorará até que tenha lugar a sua reapreciação no âmbito do processo periódico regular de avaliação e acreditação de ciclos de estudos. (www.a3es.pt)

Acreditação Prévia

Procedimento pelo qual, no âmbito do sistema de avaliação e acreditação do ensino superior, se procede à acreditação de novos ciclos de estudos previamente à sua entrada em funcionamento nas instituições de ensino superior. (www.a3es.pt)

Agência de Acreditação

Organismo responsável pelo desenvolvimento dos instrumentos e metodologias de avaliação e acreditação, bem como pelos processos de avaliação e acreditação das instituições de ensino superior e dos seus ciclos de estudos. (www.a3es.pt)

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior - A3ES

Instituída pelo Estado Português, é um organismo independente, quer da Administração, quer das próprias instituições de ensino superior, revestindo a forma de uma fundação de direito privado, dotada de personalidade jurídica e reconhecida como de utilidade pública, que tem por fins a avaliação e a acreditação das instituições de ensino superior e dos seus ciclos de estudos, bem como o desempenho das funções inerentes à inserção de Portugal no sistema europeu de garantia da qualidade do ensino superior. (www.a3es.pt)

Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação

Organismo que tem como missão assegurar a gestão do Programa ERASMUS+, bem como garantir a gestão e a execução das atividades ainda em vigor do anterior Programa Aprendizagem ao Longo da Vida, do Programa Erasmus Mundus e do Programa Tempus IV.

Ambientação Online
Ambiente Virtual de Aprendizagem

No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb, as atividades de ensino e de aprendizagem realizam-se com recurso a software que permite criar um ambiente que simula uma classe, mas de natureza virtual.

O software utilizado é uma plataforma de e-Learning (ver Moodle), na qual, para cada unidade curricular é criada uma classe virtual. Nessa classe, que funciona como uma "sala de aula" virtual, o estudante tem acesso a todas as indicações necessárias para realizar com sucesso as unidades curriculares onde se inscreve.

Nesse ambiente, através de diversos dispositivos, o estudante acede aos elementos de aprendizagem (recursos audiovisuais, multimédia textos scripto, atividades de diferente índole, instrumentos de avaliação, etc.) e contacta com o professor e com os colegas. O número de unidades curriculares em que o estudante se inscreve, determina o número de «salas de aula» a que tem acesso. Este acesso faz-se através do portal da Universidade Aberta.

O ambiente virtual de aprendizagem contempla ainda a possibilidade de interações de natureza social, com caráter espontâneo e informal. Estabelecem-se assim relações sociais e de suporte, promovendo o sentimento de pertença a uma comunidade virtual de aprendizagem.

Ano Curricular

Parte do plano de estudos do curso que, de acordo com o respetivo instrumento legal de aprovação, deve ser realizado pelo estudante, quando em tempo inteiro no decurso de um ano letivo.

Ano Letivo

Refere-se ao período do ano no qual são desenvolvidas as atividades académicas efetivas.

Antigo Estudante da UAb

Adquire esta qualidade o estudante que esteve matriculado e inscrito na Universidade Aberta (UAb) e que concluiu, com sucesso, um curso com o mínimo de 30 créditos ECTS (www.alumniuab.pt).

Apoio Financeiro
Aprendizagem

Período durante o qual uma pessoa aprende um novo saber e o processo pelo qual este novo saber se adquire. No ensino online a aprendizagem é um processo autónomo, influenciado, por vários fatores, entre os quais, o grupo e as interações interpessoais. Estas interações no grupo envolvem o uso da linguagem na reorganização e modificação da compreensão das estruturas pessoais de conhecimento sendo, ao mesmo tempo, um fenómeno individual e social. Implica ainda a interação entre pares e a troca de papéis em diferentes momentos, consoante as necessidades.

Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV)

São todas as atividades de aprendizagem intencional ou não, desenvolvidas ao longo da vida, em contextos formais, não formais ou informais, com o objetivo de adquirir, desenvolver ou melhorar conhecimentos, aptidões e competências, no quadro de uma perspetiva pessoal, cívica, social e/ou profissional.

Associação Académica da Universidade Aberta (AAUAb)

Organização privada, sem fins lucrativos, constituída por tempo indeterminado, regendo-se por estatutos próprios e demais legislação geral e específica aplicável, que representa os estudantes da Universidade Aberta (www.aauab.pt).

Autoaprendizagem

Refere-se à capacidade para aprender por si mesmo e afigura-se como um requisito essencial para ter sucesso em ambientes virtuais de aprendizagem. Um estudante autónomo é aquele que consegue identificar uma necessidade de aprendizagem e que usa os seus recursos pessoais eficazmente, utilizando de forma sistemática e flexível as suas capacidades cognitivas, sociais e de criatividade. Empenhar-se na autoaprendizagem é despertar em si mesmo as capacidades de auto-suficiência, de auto-responsabilidade, de auto-confiança na prossecução de objetivos e de participação ativa em diferentes contextos de aprendizagem. Esta autoaprendizagem não deve ser interpretada no sentido restrito do termo "auto" em que a aprendizagem seja solitária, mas antes num sentido que implica que o estudante assume a responsabilidade e o controlo da sua aprendizagem e que o faz de uma forma pró-ativa.

Avaliação

Conjunto de procedimentos e ações que, em contexto educativo, determina o grau e aquisição pelos estudantes do conjunto de conhecimentos, aptidões e competências, previamente estabelecidos nos objetivos da aprendizagem de uma determinada unidade curricular ou no conjunto de um curso, correspondendo à apreciação dos resultados. No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb, o estudante deve escolher na Plataforma de E-learning, por unidade curricular e no prazo estabelecido, a modalidade de avaliação que pretende realizar (Ver Avaliação Contínua e/ou Avaliação Final).

Avaliação Contínua

Assume um caráter sumativo, com propósitos classificativos, e desenvolve-se com base num conjunto de atividades propostas ao estudante ao longo do processo de ensino-aprendizagem.

A avaliação contínua é o regime de avaliação preferencial no 1º ciclo de estudos na UAb. No Modelo Pedagógico da instituição, esta avaliação é constituída pela realização de 2/3 e-Fólios na unidade curricular (ao longo do semestre letivo), e de um momento final de Avaliação Presencial - p-Fólio (a ter lugar no final do semestre), com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final.

As classificações obtidas nos e-Fólios e no p-Fólio são, ao longo do semestre, creditadas pelo professor no Cartão de Aprendizagem (CAP) da unidade curricular.

Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação (ver Avaliação Final).

Avaliação Final

Com propósitos classificativos tem por base uma prova a realizar pelo estudante obrigatoriamente depois do término das atividades de ensino-aprendizagem.

No 1.º ciclo de estudos, o estudante pode optar por um único momento presencial de avaliação, realizando uma prova de Avaliação Final – Exame, que tem um peso de 100% na classificação final.

No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb, o estudante deve escolher na Plataforma de e-Learning, por unidade curricular e no prazo estabelecido, a modalidade de avaliação que pretende realizar (Ver Avaliação Contínua).

O Exame é constituído por uma prova individual de avaliação de competências e conhecimentos, definido no calendário aprovado pelo órgão estatutário competente da Universidade Aberta. Nos termos dos regulamentos da Universidade Aberta, por ano letivo, estão previstas três épocas de exame: época Normal, época de Recurso e época Especial. Os locais onde se efetuam as provas presenciais estão listados no portal da UAb.

Avaliação Formativa

Tem por base a realização, por parte do estudante, de atividades propostas especialmente para que este possa ajuizar dos seus progressos e não tem propósitos sumativos ou de classificação.

Avaliação Presencial

 

B
Blended Learning ou blearning

Blended learning (ou bLearning) emergiu como um dos conceitos pedagógicos mais populares no início deste século XXI. Nos últimos dez anos, as experiências de educação e investigação em Blended Learning aumentaram significativamente fruto dos desenvolvimentos tecnológicos e como resultado das diferentes iniciativas para inovar pedagogicamente integrando as tecnologias nos sistemas de ensino. Inicialmente, o termo Blended Learning foi usado como a ligação entre a sala de aula presencial e o Ensino a Distância (EaD) mediado pelo computador. Mais recentemente, e sobretudo devido à crescente expansão da Internet e usabilidade dos LMS, o termo Blended Learning representa uma diversidade e uma variedade de combinações que envolve diferentes recursos tecnológicos, diferentes abordagens pedagógicas e diferentes espaços (formais e informais). Ou seja, para além da questão da integração dos momentos presenciais e não presenciais, deve-se ter em conta também a conjugação de diferentes abordagens de ensino, a interação de diversos recursos tecnológicos e a adoção dos diferentes espaços de vida no processo de ensino-aprendizagem.

Boletim de Registo Académico

Documento emitido ao estudante que realizou ou vai realizar parte de um curso superior como estudante em mobilidade. Indica as unidades curriculares em que o estudante obteve aprovação e para cada unidade curricular são designadamente indicados: a denominação; o número de créditos que atribui; a classificação segundo o sistema de classificação legalmente aplicável; a classificação segundo a escala europeia de comparabilidade de classificações.

Bolsa de Estudo

 

C
Candidato

Entende-se por candidato, a pessoa de nacionalidade portuguesa ou estrangeira que pretende ingressar num curso da Universidade Aberta, reunindo, para tal, as condições exigidas nos regulamentos da Instituição.

Calculador de Distâncias

Ferramenta disponibilizada pela Comissão Europeia para calcular os custos com viagens no âmbito do Programa Erasmus+.

Carta Erasmus para o Ensino Superior

Documento atribuído pela Comissão Europeia que vem suceder à Carta Universitária ERASMUS (EUC 2007/2013), assumindo-se como a acreditação necessária para que todas as instituições de ensino superior garantam a sua condição de elegibilidade e, portanto, possam ter acesso a financiamento no âmbito do programa ERASMUS+ (2014-2020).

Cartão de Aprendizagem (CAP)

Elemento do Modelo Pedagógico da UAb do 1.º ciclo de estudos, o cartão de aprendizagem é um dispositivo pessoal que permite ao estudante visualizar, em qualquer momento, a classificação obtida em qualquer prova de avaliação contínua. O estudante que optar por esta modalidade de avaliação credita no seu Cartão de Aprendizagem (CAP) as classificações que obteve nos trabalhos online (e-Fólios) realizados na unidade curricular ao longo do semestre, bem como a classificação obtida na prova presencial (p-Fólio).

Centros Locais de Aprendizagem (CLA)

São núcleos da Universidade Aberta (UAb) vocacionados para a promoção de atividades orientadas pelos princípios da Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV). Resultam da criação de parcerias entre a UAb e a sociedade civil, procurando desenvolver uma intervenção, em termos culturais e educativos, enquadrada nas dinâmicas locais e de acordo com as especificidades da respetiva área de influência. Pretendendo favorecer o acesso de amplos setores populacionais à Sociedade da Informação e do Conhecimento, a sua ação privilegia a aquisição de competências no uso das Tecnologias Digitais, bem como o desenvolvimento de outras competências - académicas, profissionais, culturais e cívicas - em diferentes áreas.

Os CLA facultam o suporte logístico e instrumental aos estudantes residentes na respetiva área de intervenção, e têm a responsabilidade de coordenação e organização do processo de Avaliação Presencial.

Certidão

Documento certificativo de informação relativa ao percurso escolar do estudante na Universidade Aberta. São emitidas certidões de:

Unidades Curriculares Realizadas - documento emitido onde são discriminadas, a pedido do estudante, a(s) Unidade(s) Curricular(es) realizada(s) na Universidade Aberta.

Certificação

Processo de atribuição de certificados, diplomas ou de graus que reconhece formalmente as competências, conhecimentos e aptidões de um estudante da Universidade Aberta.

Na UAb, a titulação de graus académicos é comprovada por certidão do registo do grau, genericamente denominada diploma, através de:

Carta de Curso – Documento formal, emitido pelo órgão legal e estatutariamente competente, que certifica os graus de licenciado e de mestre.
Carta Doutoral – Documento formal, emitido pelo órgão legal e estatutariamente competente, que certifica o grau de doutor.

Para a certificação de cursos não conferente de grau académico, a UAb confere:

Diplomas de Estudos Pós-graduados, pela realização de um Curso de Pós-graduação;
Diplomas de Estudos Avançados, pela realização de um Curso de Estudos Avançados;
Certificados de Formação e de Aproveitamento, pela realização de cursos no âmbito da oferta pedagógica da Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV).

Chat

Em português significa conversação, refere-se a uma aplicação eletrónica que permite a conversação em tempo real, nomeadamente utilizando sítios da web (web chat), plataformas de e-Learning ou utilizando os designados mensageiros instantâneos.

Ciclo de Estudos

Formação ministrada por uma instituição de ensino superior conducente à obtenção de um grau académico de licenciado, de mestre ou de doutor.

Ciclo de estudos conducente ao grau de doutor
Ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado
Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre
Classe Mista

O Modelo Pedagógico da UAb prevê a existência de classes mistas apenas em alguns cursos. Refere-se a turmas em que se conjugam algumas sessões de trabalho presencial, em função de objetivos que determinem a necessidade de sessões desta natureza, com a generalidade das atividades que decorrem em ambiente online à semelhança da Classe Virtual.

Classe Virtual

No Modelo Pedagógico da UAb, diz respeito a uma turma em que as atividades de ensino e aprendizagem decorrem totalmente em contexto online, com base em dispositivos de comunicação que podem integrar diversos recursos comunicacionais, como as atuais plataformas de e-Learning, mas podendo igualmente recorrer a outras tecnologias da Web 2.0 como Blogues, Wikis, e-Portefólios, entre outros dispositivos.

A classe Virtual assume na Universidade Aberta um modelo tipicamente de comunicação assíncrona, visando maximizar o grau de flexibilidade da participação do estudante no curso.

Classificação

Ato de atribuir um valor quantitativo ou qualitativo ao desempenho de um estudante avaliado, na aplicação de critérios previamente definidos. A classificação conduz à seriação dos estudantes segundo os resultados de aprendizagem evidenciados. A Avaliação final de uma Unidade Curricular (UC) é expressa através de uma classificação na escala numérica inteira de zero a vinte (0-20).

Comunicação Assíncrona

Interação que ocorre entre estudantes e entre estudantes e professores de forma temporalmente diferida. Esta interação utiliza habitualmente recursos assíncronos como o correio eletrónico ou o fórum. Nesta modalidade de interação os participantes interagem em momentos diferentes. Exemplo: o estudante publica uma pergunta às 15h00 e o professor responde às 21h00. A grande vantagem da comunicação assíncrona é a sua elasticidade temporal, que confere uma grande flexibilidade aos participantes face à rigidez temporal da comunicação síncrona.

Na comunicação assíncrona cada estudante pode aceder ao curso quando quiser e puder. Pode pensar, estudar e pesquisar antes de escrever, tornando, assim a sua participação mais refletida.

Comunicação Síncrona

Interação em tempo real, ou seja, a comunicação entre estudantes e entre estudantes e professor é mediada através da utilização de recursos tecnológicos síncronos tais como o Chat, a Videoconferência ou a web conferência. Esta forma de interação exige que a comunicação entre os participantes ocorra num mesmo momento temporal, previamente acordado entre os participantes.

Condições de Acesso

Condições gerais que devem ser satisfeitas para requerer a admissão a um ciclo de estudos numa determinada instituição de ensino.

Condições de Ingresso

Condições específicas que devem ser satisfeitas para requerer a admissão a um ciclo de estudos concreto numa determinada instituição de ensino.

Contrato de Aprendizagem (CA)

Instrumento do Modelo Pedagógico da UAb refere-se a um documento que planifica e orienta o percurso de aprendizagem de cada unidade curricular relativa ao 2º ciclo. O CA tem um papel mediador entre as exigências académicas próprias deste ciclo de estudos e os interesses e necessidades dos estudantes, constituindo um marco comunicacional entre o professor e os estudantes.

O Contrato de Aprendizagem é disponibilizado aos estudantes no início de cada unidade curricular, sendo objeto de negociação entre o professor e os estudantes tendo em vista a realização de alguns ajustes que se afigurem pertinentes. Transforma-se, após estas eventuais alterações, num "mapa de navegação" que norteia o processo de aprendizagem, indicando as temáticas a abordar, as competências a adquirir, as atividades a realizar, a metodologia de trabalho a adotar, os recursos necessários, bem como toda a calendarização do percurso de aprendizagem a desenvolver.

Contrato de Estudos

Documento em que é definido o programa de estudos que o estudante deverá seguir, bem como os créditos ECTS que lhe serão atribuídos depois de satisfeitas as condições necessárias. Através deste contrato, o estudante compromete-se a seguir o programa de estudos considerando-o como parte integrante dos seus estudos superiores; a instituição de origem compromete-se a garantir o pleno reconhecimento académico dos créditos obtidos no estrangeiro; e, por último, a instituição de acolhimento compromete-se a garantir o programa definido.

Coordenação do Curso

No Modelo Pedagógico da UAb, para além do professor, o estudante poderá contar com o apoio de outros profissionais e serviços ao longo do seu percurso académico. Todos os cursos têm um coordenador e por vezes um vice-coordenador que planificam e acompanham o desenvolvimento do curso e articulam o trabalho de toda a equipa, mantendo simultaneamente uma permanente comunicação com os estudantes. A Coordenação disponibiliza ao estudante dois espaços virtuais de comunicação: um espaço de Coordenação e uma Secretaria Online.

Creditação

Assenta no Sistema Europeu de Transferência de Créditos e obriga a que toda a informação sobre creditações seja convertida em ECTS. A creditação traduz-se na atribuição de créditos nos planos de estudos oferecidos pela UAb aos candidatos a estudantes, para efeitos da frequência de cursos e para a obtenção dos correspondentes graus na UAb (Ver ECTS).

Crédito

Unidade de medida do trabalho do estudante sobre todas as suas formas, designadamente estudo individual e coletivo, trabalhos individuais ou em equipa, participações em discussões e seminários, estágios, projetos, trabalhos de campo e avaliação. Na Universidade Aberta, uma unidade de crédito corresponde a 26 horas de trabalho desenvolvido pelo estudante.

Crédito de uma Área Científica

Valor numérico que expressa o trabalho que deve ser efetuado por um estudante numa determinada área científica.

Crédito de uma Unidade Curricular

Valor numérico que expressa o trabalho que deve ser efetuado por um estudante para realizar uma unidade curricular.

Curso

Conjunto organizado de unidades curriculares incluído, ou não, num ciclo de estudos conducente à obtenção de um grau académico.

De acordo com os elementos definidos no Modelo Pedagógico Virtual da UAb, todos os cursos são lecionados em regime de e-Learning, na modalidade de Classe Virtual, com a eventual exceção de unidades curriculares especificamente identificadas no respetivo Guia de Curso, que poderão funcionar em Regime Misto (Ver e-Learning na Universidade Aberta, Ambiente Virtual de Aprendizagem e Módulo de Ambientação Online).

Curso de 1.º Ciclo (Licenciatura)

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) que integram o 1.º Ciclo de estudos conducentes ao grau de licenciado.

O ciclo de estudos conducente ao Grau de Licenciado tem 180 créditos ECTS e uma duração normal de seis semestres curriculares de trabalho dos estudantes.

Curso de 2.º Ciclo (Mestrado)

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) que constituem a componente curricular do 2.º Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre.

O ciclo de estudos conducente ao Grau de Mestre na UAb pode ter entre 90 a 120 créditos ECTS e uma duração normal compreendida entre três e quatro semestres curriculares de trabalho dos estudantes, quando em regime de tempo integral.

Curso de 3.º Ciclo (Doutoramento)

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) que constituem a componente curricular (quando exista) do ciclo de estudos conducente ao grau de doutor.

O ciclo de estudos conducente ao grau de doutor na Universidade Aberta visa essencialmente a aprendizagem orientada de práticas de investigação de alto nível, podendo, eventualmente, integrar a realização de unidades curriculares dirigidas à formação para a investigação, cujo conjunto se denomina curso de doutoramento.

A duração normal de um ciclo de estudos do 3.º Ciclo, quando em regime de tempo integral, é de cinco anos no máximo, não podendo ter duração inferior a três anos. A possível realização de seminários de investigação doutoral e de seminários de tese poderá ser complementada por encontros síncronos ou mesmo presenciais, previamente calendarizados.

Curso de Estudos Avançados

São especializações avançadas não conferentes de grau académico, que integram um conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) numa área de especialização, enquadradas ao nível do 3.º Ciclo de estudos.

A duração normal deste ciclo de estudos é de dois semestres letivos, a que corresponde um total de créditos compreendidos entre 30 e 60 ECTS. No caso dos estudantes a tempo parcial, a duração máxima do curso é de dois anos, correspondente a quatro semestres.

O programa dos cursos, para além dos seus objetivos profissionais, pode ainda ser encarado como um passo intermédio visando a inscrição num programa de 3.º Ciclo de Estudos.

Pela realização de Cursos de Estudos Avançados a Universidade Aberta confere Diplomas de Estudos Avançados (DEA).

Curso de Pós-graduação

Curso de especialização, não conducente de grau académico, que integra um conjunto organizado de unidades curriculares numa área de especialização, ao nível do 2.º Ciclo de estudos. Tem a duração de dois semestres letivos, a que corresponde um total de créditos compreendidos entre 30 e 60 ECTS. No caso dos estudantes a tempo parcial, a duração máxima dos cursos é de dois anos, correspondente a quatro semestres.

O programa dos cursos, para além dos seus objetivos profissionais, pode ainda ser encarado como um passo intermédio visando a inscrição num programa de 2.º Ciclo de Estudos.

A Universidade Aberta confere Diplomas de Estudos Pós-graduados (DEP), num domínio de especialização reconhecido pelo Conselho Científico da UAb, pela realização de Cursos de Pós-graduação.

Cursos de Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV)

Cursos não conducentes de grau académico, que integram um conjunto organizado de unidades curriculares. Os cursos de ALV visam adquirir, desenvolver ou melhorar conhecimentos, aptidões e competências, no quadro de uma perspetiva pessoal, cívica, social e/ou profissional. Possuem uma duração variada e têm, no máximo, um total de 60 créditos ECTS.

São áreas de Programas de Aprendizagem ao Longo da Vida:

• Programa de Preparação para as Provas de Acesso à UAb - Maiores de 23 anos;
• Programas de Estudos Integrados e Complementares;
• Programas de Extensão Universitária e Cultural;
• Programas de Formações Modulares Certificadas;
• Programas Profissionais.

 

D
Duração normal de um curso

Número de anos, semestres e ou trimestres letivos em que o curso deve ser realizado pelo estudante, quando a tempo inteiro.

Diploma de conclusão

Documento emitido com a finalidade de comprovar a conclusão de um curso de 1.º, 2.º ou 3.º Ciclo de estudos (ver Certificação).

 

E
ECTS

Sigla de ‘European Credit Transfer and Accumulation System': Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos utilizado nos países que aderiram ao Processo de Bolonha.

O sistema de ECTS é um instrumento que favorece a transparência, fomenta as relações entre instituições e aumenta as opções dos estudantes. O sistema facilita os centros de reconhecimento dos estudos realizados mediante a utilização de um sistema de avaliação facilmente compreensível, para além de servir para interpretar os sistemas nacionais das instituições do ensino superior.

e-Fólio

No Modelo Pedagógico da UAb, o e-Fólio é um instrumento inerente à avaliação contínua nos cursos do 1º ciclo de estudos. Constitui um pequeno documento digital elaborado pelo estudante sobre uma seção dos temas trabalhados, seguindo as indicações específicas fornecidas pelo professor para a sua realização. Este documento é enviado ao professor eletronicamente dentro da Plataforma de e-learning e dará lugar a uma classificação creditada no Cartão de Aprendizagem do estudante (CAP).

Os e-Fólios têm um peso de 40% na classificação final. Ao longo do percurso de aprendizagem em cada unidade curricular, e de acordo com o definido pelo professor, o estudante poderá realizar até três e-Fólios.

e-Learning

Desenvolvimento de processos de ensino-aprendizagem a distância através da utilização de meios eletrónicos, nomeadamente recorrendo às chamadas tecnologias da informação e da comunicação, acionadas em rede, através da Internet. No ensino em Regime de E-learning, é fundamental a disponibilização de recursos e conteúdos especialmente construídos e adaptados a este tipo de ensino (Ver Ensino a Distância).

e-Learning na Universidade Aberta

O Regime de e-Learning adotado na Universidade Aberta tem por base um Modelo Pedagógico próprio e os cursos desenvolvem-se em modalidade online.

Ao nível do 1.º ciclo de estudos este modelo funciona com base em Classes Virtuais, sendo todas as atividades desenvolvidas online. Ao nível do 2.º ciclo de estudos, os cursos podem funcionar em Classe Virtual ou em Classe Mista, existindo neste caso algumas componentes de natureza presencial.

Em cada um dos ciclos, os cursos organizam-se em torno de um conjunto de elementos específicos do Modelo Pedagógico da Universidade Aberta (UAb). No 1º Ciclo os Elementos Pedagógicos fundamentais a considerar pelo estudante são: o Plano da Unidade Curricular (PUC) e o Cartão de Aprendizagem (CA). No 2º ciclo o elemento pedagógico fundamental e que organiza e planifica todo o percurso de formação consubstancia-se no designado Contrato de Aprendizagem (CA).

Todos os novos cursos da Universidade Aberta criados ao abrigo do Processo de Bolonha são abrangidos pelo regime de e-Learning. Os cursos adequados transitaram progressivamente para este regime a partir do ano letivo de 2008-09.

Elementos Pedagógicos do 1.º Ciclo de Estudos

A variante didática do Modelo Pedagógico da UAb para o 1.º ciclo consubstancia-se à volta de três elementos fundamentais: o Plano da Unidade Curricular (PUC), o Plano de Atividades Formativas (PAF) e o Cartão de Aprendizagem (CAP). São esses elementos que permitem ao professor organizar e estruturar o percurso de aprendizagem na respetiva unidade curricular e, ao estudante, conhecer o seu papel e as suas responsabilidades.

Ensino a Distância (EaD)

Entende-se que o ensino a distância parte da situação de separação física do estudante e do professor, implicando a utilização da tecnologia como mediação entre ambos e pressupõe a existência de uma comunicação unilateral, bilateral ou multilateral, exigindo um modo de organização próprio.

O ensino a distância assenta, assim, em quatro elementos nucleares: a separação física do professor e do estudante; a utilização da tecnologia para gerir processos de ensino e de aprendizagem que se ajustem a essa separação; a existência de comunicação unilateral, bilateral e multilateral mediada por tecnologia; e a existência de uma organização própria, dotada de estruturas, meios tecnológicos e recursos humanos especialmente vocacionados para responder às condições anteriores.

Equivalência

Processo pelo qual uma qualificação académica estrangeira é comparada a uma qualificação portuguesa, relativamente ao nível, duração e conteúdo programático, sendo também fixada a área científica da equivalência concedida. É regulamentada ao abrigo do Decreto-Lei n.º 283/83, de 21 de junho.

Erasmus

Programa da Comissão Europeia, no domínio do Ensino Superior, em vigor de 1987 até 2013.

Erasmus+

Programa da Comissão Europeia, no domínio da Educação, Formação, Juventude e Desporto, a vigorar entre 2014 - 2020.

Espaço Virtual da Coordenação

No Modelo Pedagógico da UAb, este espaço constitui um local privilegiado de comunicação entre estudantes e Coordenação, sobre aspetos de natureza científico-pedagógica. Pretende dar apoio aos estudantes ao longo de todo o curso, fornecendo-lhe resposta a dúvidas diversas e dando informações e orientações específicas sobre o curso.

Estágio em Programas de Doutoramento Sanduíche

Programa de estudos que visa proporcionar aos doutorandos e a outros estudantes ou profissionais estágios de pesquisa, e apoiar o desenvolvimento de parte da sua investigação. Tem a duração mínima de um semestre e pode contemplar a frequência de unidades curriculares e/ou seminários no quadro dos planos de estudo dos cursos de 3.º ciclo da UAb.

Estrutura Curricular de um curso

Conjunto de áreas científicas que integram um curso e o número de créditos que um estudante deve reunir em cada uma delas para a obtenção de um determinado grau académico; a conclusão de um curso não conferente a grau; a reunião de uma parte das condições para obtenção de um determinado grau académico.

Estrutura do ciclo de estudos conducente ao grau de doutor

O ciclo de estudos conducente ao grau de doutor integra a elaboração de uma tese original especialmente elaborada para este fim, adequada à natureza do ramo de conhecimento ou da especialidade. A apresentação e discussão da tese de doutoramento é realizada em sessão presencial, de natureza pública, especialmente convocada para o efeito (ver Curso de 3.º Ciclo).

Estrutura do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado

O ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado é integrado por um conjunto organizado de unidades curriculares denominado curso de licenciatura. A Universidade Aberta adota como modelo de organização do respetivo Plano de Estudos, o sistema de Maior e Minor, na proporção, respetivamente, de 120 créditos ECTS e de 60 créditos ECTS (ver Curso de 1.º Ciclo).

Estrutura do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre

O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre integra um curso de especialização, constituído por um conjunto organizado de unidades curriculares, denominado curso de mestrado, a que corresponde um mínimo de 60 créditos ECTS; e uma dissertação de natureza científica, um trabalho de projeto ou relatório de estágio, originais e especialmente realizados para este fim, consoante os objetivos específicos visados, nos termos que sejam fixados pelas respetivas normas regulamentares da Universidade Aberta, a que corresponde um máximo de 60 créditos ECTS (ver Curso de 2.º Ciclo).

Estudante em Mobilidade

Estudante matriculado e inscrito numa instituição de ensino superior

• que frequenta parte do seu curso noutra instituição de ensino superior ao abrigo do programa Almeida Garrett;
• ou que frequenta parte do seu curso ou realiza um estágio numa instituição de ensino superior estrangeira ao abrigo do Programa Erasmus+.

Estudos de Pós-Doutoramento

Programa individual de investigação, com duração mínima de um semestre, realizado em Unidades Orgânicas da Universidade Aberta.

Exame
Épocas de Exames

 

F
Fórum

Recurso característico das plataformas de e-Learning que se constitui como um espaço online onde tem lugar a interação assíncrona entre os participantes. Permite organizar discussões e debates online e desenvolver diversas atividades de aprendizagem, nomeadamente de natureza colaborativa.

 

G
Grau de Doutor

É conferido num ramo do conhecimento ou numa sua especialidade aos que tenham obtido aprovação nas unidades curriculares do curso de doutoramento quando exista, e no ato público de defesa da tese (ver Curso de 3.º Ciclo).

Ao grau académico de doutor é atribuída uma qualificação final nos termos fixados pelas normas regulamentadas aprovadas pela Universidade Aberta.

O grau de doutor é titulado por uma Carta Doutoral emitida pelo órgão legal e estatutariamente competente da universidade. A emissão da carta doutoral, bem como das respetivas certidões, é acompanhada da emissão de um Suplemento ao Diploma.

Grau de Licenciado

É conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o Plano de Estudos do curso de licenciatura, tenham obtido o número de créditos fixado (ver Curso de 1.º Ciclo).

Ao grau de licenciado é atribuída uma classificação final expressa no intervalo de 10 a 20 valores da escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações.

O grau de licenciado é titulado por uma Carta de Curso emitida pelo órgão legal e estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior. A emissão da carta de curso, bem como das respetivas certidões, é acompanhada da emissão de um Suplemento ao Diploma.

Grau de Mestre

É conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o Plano de Estudos do curso de mestrado e da aprovação no ato público de defesa da dissertação, do trabalho de projeto ou do relatório de estágio, tenham obtido o número de créditos fixado (ver Curso de 2.º Ciclo).

Ao grau de mestre é atribuída uma classificação final expressa no intervalo de 10 a 20 valores da escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações.

O grau de mestre é titulado por uma Carta de Curso do grau de mestre, emitida pelo órgão legal e estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior. A emissão da carta de curso, bem como das respetivas certidões, é acompanhada da emissão de um Suplemento ao Diploma.

Guia de Curso

Documento digital destinado apenas aos estudantes que frequentam cursos online na Universidade Aberta. Este guia fornece ao estudante um conjunto de informações sobre a organização e funcionamento específico do curso a que se refere. A sua consulta é muito importante pois permite-lhe compreender o enquadramento do curso e percecionar melhor o seu papel enquanto estudante. Este guia é disponibilizado no portal da Universidade Aberta estando acessível a partir do Guia Informativo.

Guia Informativo

Guia onde consta uma descrição do estabelecimento de ensino e das suas unidades orgânicas, dos graus que confere e dos cursos que ministra, indicando para estes as suas condições de acesso, duração, unidades curriculares e seus conteúdos, cargas horárias, créditos que confere e métodos de ensino e de avaliação de conhecimentos. O guia inclui igualmente informação de natureza geral necessária à integração dos estudantes e pode ser consultado no portal da Universidade Aberta.

 

H
Horas de Contacto

Tempo utilizado em sessões de ensino de natureza coletiva, designadamente fóruns de discussão assíncrona e sessões síncronas, quando moderadas pelo docente, sessões presenciais, caso existam, e, ainda, sessões de orientação pessoal do tipo tutorial.

 

I
Inscrição

Ato que permite ao estudante a frequência das Unidades Curriculares (UC), ser avaliado e ter a respetiva classificação registada no seu currículo académico (Ver Matrícula).

Na Universidade Aberta não existe a possibilidade de suspensão da matrícula/inscrição, por requerimento do estudante. Caso o estudante pretenda interromper os estudos deve solicitar a anulação da matrícula nos termos dos regulamentos da Instituição.

Instituição de Acolhimento

Instituição de ensino superior, nacional ou estrangeira, na qual o estudante em mobilidade frequenta parte de um curso superior ou realiza um período de estágio.

Instituição de Origem

Instituição de ensino superior, nacional ou estrangeira, em que se encontra matriculado e inscrito o estudante em mobilidade.

 

J

 

K
Kit do Estudante Virtual

No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb, é um instrumento inovador destinado a facilitar a inclusão digital dos estudantes. De navegação simples e intuitiva, como se de um pacote virtual de ativação se tratasse, o kit viabiliza o acesso online permanente à informação necessária para o início de um percurso de aprendizagem no ambiente digital da Universidade Aberta.

 

L

 

M
Maior

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) da área científica predominante na estrutura de um ciclo de estudos que corresponde a uma especialização principal.

Matrícula

Ato administrativo mediante o qual o estudante adquire o vínculo à instituição.

A relação do estudante com a Universidade Aberta funda-se no ato da matrícula, enquanto marco constitutivo de direitos e deveres recíprocos. A frequência dos cursos na Universidade Aberta está dependente da Inscrição pelo estudante em Unidades Curriculares (UC) do Plano de Estudos.

Na UAb não existe a possibilidade de suspensão da matrícula/inscrição, por requerimento do estudante. Caso o estudante pretenda interromper os estudos deve solicitar a anulação da matrícula nos termos dos regulamentos da Instituição.

Mensageiros Instantâneos

São aplicações que permitem o envio e a receção de mensagens de texto em tempo real. Através destes programas, o utilizador sabe quando os seus contactos estão online. A partir daí, pode manter conversações utilizando mensagens de texto, sendo estas recebidas instantaneamente pelo destinatário. Frequentemente estes programas incorporam diversos outros recursos que permitem o envio de imagens e vídeos, bem como a conversação áudio, recorrendo a microfones e webcams.

Minor

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) com um percurso alternativo de especialização numa área científica distinta da formação predominante (Maior), correspondendo, na estrutura de um ciclo de estudos, a uma especialização complementar.

Modalidade Online
Modelo Pedagógico Virtual da Universidade Aberta

É um documento que explicita um modelo pedagógico entendido como um quadro geral de referência das atividades educativas e, simultaneamente, como um instrumento organizador das práticas de ensino e de aprendizagem na Universidade Aberta.

Do ponto de vista da sua atuação, no âmbito da sua missão de educação e formação, o Modelo Pedagógico Virtual da Universidade Aberta (UAb) assenta em quatro grandes linhas de força:

– A Aprendizagem Centrada no Estudante – no centro do modelo situa-se o estudante, enquanto indivíduo ativo, construtor do seu conhecimento, empenhando-se e comprometendo-se com o seu processo de aprendizagem e integrado numa comunidade de aprendizagem;
– O primado da Flexibilidade – é entendida no modelo como uma variável que interpreta a matriz original do ensino a distância (o estudante pode aprender onde, quando, independentemente das distâncias, em qualquer lugar do mundo, sem o constrangimento de um horário) e o perfil do potencial estudante da UAb: adulto, com responsabilidades profissionais, familiares, cívicas, cidadãos ativos e intervenientes na sociedade.
– O primado da Interação – se nas primeiras gerações de ensino a distância, a interação era fundamentalmente entendida como interação estudante-conteúdo e interação estudante-professor, no modelo da UAb ela alarga-se de forma decisiva à interação estudante-estudante, através da criação de grupos de discussão de cada turma virtual, implicando o seu planeamento prévio e estratégias de ativação da aprendizagem, de modo a estimular a iniciativa e o envolvimento dos estudantes, bem como garantir o seu empenhamento e orientar a natureza do seu trabalho.
– O princípio da Inclusão Digital – é entendido como a facilitação do acesso aos adultos que pretendam frequentar um programa numa instituição superior e não tenham ainda adquirido desenvoltura na utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação. Tendo em conta que o ensino online exige competências específicas por parte do estudante, todos os programas de formação certificados pela UAb incluem um módulo prévio (Módulo de Ambientação Online), de frequência gratuita, para que os novos estudantes possam adquirir essas competências antes da frequência do curso.

Estas linhas de força norteiam a organização do ensino, o papel do estudante e do professor, a planificação, conceção e gestão das atividades de aprendizagem a propor aos estudantes, a tipologia de materiais a desenvolver e a natureza da avaliação das competências adquiridas.

Módulo de Ambientação Online

No Modelo Pedagógico da UAb, para que o estudante possa conhecer bem o Ambiente Virtual onde decorrerá a sua aprendizagem, familiarizar-se com as ferramentas de comunicação e com os modos específicos de comunicar em ambiente online, a Universidade Aberta disponibiliza um pequeno curso, totalmente gratuito, denominado "Módulo de Ambientação Online".

É um módulo de preparação obrigatório para todos os estudantes que se inscrevem pela 1ª vez na Universidade Aberta e que ingressam num curso em regime de e-Learning. Desenvolve-se durante duas semanas, antecedendo o início formal do ano letivo.

Espera-se que, no final do módulo, o estudante tenha desenvolvido uma série de competências de navegação e de comunicação em ambientes virtuais, ficando também a conhecer o Modelo Pedagógico da UAb, antevendo assim, como será estudar na Universidade Aberta.

Moodle

A Moodle - Modular Object-Oriented Dynamic Learning - constitui uma Plataforma de e-Learning de acesso livre. Refere-se a um sistema de gestão de aprendizagem online que disponibiliza um conjunto de recursos variados tendo em vista proporcionar a criação de contextos eletrónicos de aprendizagem, nomeadamente de natureza colaborativa.

Foi criada em 2001 pelo educador e cientista computacional Martin Dougiamas e é atualmente uma das plataformas de e-Learning mais difundida e utilizada (consulte o Ambiente Virtual de Aprendizagem da UAb).

 

N

 

O

 

P
Parte de um Curso Superior

Conjunto de unidades curriculares que integram o plano de estudos de um curso e cuja ministração, a tempo inteiro, não excede um ano letivo.

p-Fólio

No Modelo Pedagógico da UAb, o p-Fólio constitui um elemento inerente à Avaliação Contínua nos cursos de 1.º ciclo de estudos. Consiste num documento escrito a realizar presencialmente pelo estudante e que complementa os e-Fólios realizados eletronicamente. A classificação atribuída é creditada no Cartão de Aprendizagem do estudante (CAP) e somada à classificação obtida nos e-Fólios, permitindo a atribuição da nota final da unidade curricular respetiva. Na avaliação, o p-Fólio tem um peso de 60% na classificação final.

Plano da Unidade Curricular (PUC)

Elemento do Modelo Pedagógico da UAb elaborado pelo professor no início das atividades letivas do 1.º ciclo de estudos. É um documento guia que visa orientar todo o processo de aprendizagem do estudante ao longo de cada unidade curricular, ajudando-o a planificar e gerir o tempo de estudo.

Neste plano constará, entre outras, informação sobre as temáticas a estudar, sobre as competências a desenvolver, sobre a organização do processo de aprendizagem, sobre o que se espera do estudante, bibliografia e outros materiais de aprendizagem. No PUC estão também calendarizados os momentos de avaliação. A apresentação do Plano da Unidade Curricular marca o início das atividades letivas na respetiva unidade curricular.

Plano de Atividades Formativas (PAF)

Elemento do Modelo Pedagógico da UAb do 1.º ciclo de estudos que permite ao estudante monitorizar a sua aprendizagem, confrontando o seu desempenho com o previsto pelo professor. As atividades são de tipologia variada, de acordo com a área científica e com as competências a desenvolver, e são acompanhadas de indicações para que o estudante proceda à sua autoavaliação depois de as ter realizado.

Plano de Estudos de um Curso

Conjunto organizado de Unidades Curriculares (UC) em que um estudante deve obter aprovação para obter de um determinado grau académico; a concluir um curso não conferente de grau; reunir uma parte das condições para obtenção de um determinado grau académico.

Plano de Tutoria

De acordo com o Modelo Pedagógico da UAb, o plano de tutoria descreve exaustivamente todas as ações a desenvolver pelo Tutor. A sua elaboração cabe ao professor responsável pela unidade curricular.

Plataforma de e-Learning

Ver Moodle.

Portal Académico

Plataforma que permite ao estudante da Universidade Aberta visualizar e gerir a sua informação académica - dados pessoais, declaração de matrícula, situação financeira, propinas, faturas, declaração de IRS, entre outras. Pode ser consultado na área privada do estudante, no portal da Universidade Aberta.

Processo de Bolonha

O estabelecimento do Espaço Europeu de Ensino Superior (EEES) baseia-se na nova organização do ensino superior, em três ciclos de estudos, que visa melhorar a qualidade e a relevância das formações oferecidas, fomentar a mobilidade dos estudantes e diplomados e a internacionalização das formações, recorrendo à adoção do sistema europeu de créditos curriculares (ECTS), baseado no trabalho dos estudantes. Pretende conduzir a uma mudança do paradigma de ensino de um modelo baseado na transmissão de conhecimentos para um modelo baseado no desenvolvimento de competências, onde se incluem quer as de natureza genérica – instrumentais, interpessoais e sistémicas – quer as de natureza específica associadas à área de formação, e onde o componente experimental e de projeto desempenham um papel importante.

Programa Almeida Garrett

Programa de mobilidade nacional para estudantes que frequentem as instituições de ensino superior membros do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

Programa de Preparação para as Provas de Acesso à UAb - Maiores de 23 anos

Programa de formação que visa contribuir para a preparação dos candidatos aos exames de Acesso ao Ensino Superior para Maiores de 23 anos (ACFES).

Trata-se de uma formação concebida pela UAb que pretende auxiliar todos aqueles que necessitam de um estímulo efetivo para o prosseguimento de estudos ao nível do ensino superior. Dirige-se a estudantes adultos com percursos formativos não regulares, profissionais que pretendem reciclar os seus conhecimentos e competências, bem como a população ativa que pretende apostar numa formação de nível superior.

Programas de Estudos Integrados e Complementares

Área de Programas em Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV) que abrange Unidades Curriculares ou seminários autónomos, destinados ao complemento de habilitações. Contempla, também, formações conducentes à obtenção de um grau académico e a realização de intervenções junto de grupos com necessidades específicas de formação, no sentido de permitir e facilitar a sua integração / progressão na vida académica e profissional.

Programas de Extensão Universitária e Cultural

A Extensão Universitária é um processo interdisciplinar educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre Universidade e Sociedade. É por meio da extensão que ocorre a aproximação, a integração e a parceria da universidade e da comunidade, da ciência e dos saberes popular e cultural, resultando em novos conhecimentos para a sociedade.

Esta área integra a oferta pedagógica em Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV) concebida pelos Departamentos da UAb dirigida, em particular, à prestação de serviços à comunidade, designadamente em articulação com as atividades dos Centros Locais de Aprendizagem (CLA) da Universidade Aberta.

Programas de Formações Modulares Certificadas

Programas que oferecem itinerários de formação, apresentados em módulos, constituídos por Unidades Curriculares (UC) que fazem parte dos Planos de Estudos dos cursos do 1.º Ciclo (licenciaturas) da UAb, que permitem ao estudante optar por um itinerário/formação mesmo que não pretenda fazer uma licenciatura na íntegra.

As formações modulares são capitalizáveis para a obtenção de uma ou mais qualificações constantes do Catálogo Nacional de Qualificações e permitem a criação de percursos flexíveis de duração variada, caracterizados pela adaptação a diferentes modalidades de formação, públicos-alvo, metodologias, contextos formativos e formas de validação.

Integradas no âmbito da Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV), estas formações têm como objetivo dar a possibilidade ao estudante de adquirir competências no sentido de obter mais habilitações escolares e qualificações profissionais, com vista a uma (re)inserção ou progressão no mercado de trabalho.

Programas Profissionais

São programas vocacionados para a empregabilidade, para o aperfeiçoamento profissional contínuo e para a formação específica de professores do ensino básico e secundário. Esta área abrange duas subáreas distintas de formação:

Formação Profissional - contempla ações de formação vocacionadas para a formação para a empregabilidade, para o aperfeiçoamento profissional contínuo e para a atualização de conhecimentos.
Formação Contínua de Professores - contempla ações de formação exclusivamente destinadas aos docentes do Ensino Pré-escolar, do Ensino Básico e do Ensino Secundário. Todas as ações oferecidas neste âmbito estão acreditadas pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua / Ministério da Educação. Destinadas aos vários grupos disciplinares, consoante as temáticas, permitem, àqueles que terminam as formações com aproveitamento, a acumulação de créditos para progressão na carreira profissional.

Propina

Pagamento pelo estudante de uma taxa de frequência à instituição em que se encontra matriculado e inscrito. O pagamento de taxas, propinas e emolumentos realizam-se de acordo com os princípios e regras previstas na lei e com os procedimentos estabelecidos no Regulamento de Propinas da Universidade Aberta.

Prova de Nível

Prova escrita presencial que visa avaliar as competências dos candidatos da UAb em língua estrangeira, e efetuar a sua colocação no nível correspondente, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas do Conselho da Europa.

 

Q
Quadro Europeu de Qualificações (QNQ)

Quadro europeu de referência comum que permite fazer corresponder os sistemas de qualificações académicas e profissionais de vários países, funcionando como um dispositivo de conversão de modo a tornar as qualificações mais claras e compreensíveis entre diferentes países e sistemas na Europa. Tem dois objetivos principais: promover a mobilidade dos cidadãos entre países e facilitar a sua aprendizagem ao longo da vida.

Qualificação

Tradução do perfil terminal de um curso, evidenciando as suas características e revelando as competências adquiridas ou desenvolvidas no sentido de antecipar determinado tipo de desempenho.

 

R
Reconhecimento Académico

Processo pelo qual uma qualificação académica estrangeira é comparada a uma qualificação portuguesa relativamente ao nível, duração e conteúdo programático.

Reconhecimento de Graus Académicos Estrangeiros

Mecanismo que visa simplificar o reconhecimento de graus estrangeiros, promovendo a circulação de diplomados, quer no mercado de trabalho quer na formação académica (ver Registo).

Reconhecimento Profissional

Autorização por parte de uma autoridade competente (Ministério, Ordem, etc.) para o exercício de uma determinada profissão ou atividade profissional regulamentada.

Regime a Tempo Integral

Entende-se por regime de estudos a tempo integral aquele em que o estudante, em cada ano letivo, efetua inscrições no total das unidades curriculares. A mudança do regime de tempo integral para o regime de tempo parcial, ou vice-versa, apenas pode ocorrer no ato de inscrição no ano letivo (Ver Regime a Tempo Parcial).

Regime a Tempo Parcial

Entende-se por regime de estudos a tempo parcial aquele em que o estudante, em cada ano letivo, efetua inscrições em parte do total das unidades curriculares a que se poderia inscrever no regime de estudos a tempo integral.

Na UAb, num curso de 1.º ciclo de estudos, considera-se estudante em regime de tempo parcial aquele que se inscreve num número de unidades curriculares a que correspondam o máximo de 30 créditos ECTS, em cada ano letivo. No caso do 2.º ciclo e do 3.º ciclo de estudos, a inscrição corresponde a um mínimo de 20% e um máximo de 50% dos créditos, em cada ano letivo.

Pode inscrever-se em regime de tempo parcial qualquer estudante que expressamente o indique no ato de matrícula/inscrição (Ver Regime a Tempo Integral).

Regime de E-learning
Regime de Ensino a Distância
Regime Misto
Registo

Regime de reconhecimento de graus académicos estrangeiros de nível, objetivos e natureza idênticos aos dos graus de licenciado, mestre e doutor atribuídos por Instituições de Ensino Superior portuguesas, conferindo aos seus titulares todos os direitos inerentes a estes graus académicos.

 

S
Secretaria Online

No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb é um espaço virtual onde o estudante poderá recorrer para obter respostas a questões de natureza administrativa. A secretaria de cada curso elucidará o estudante ou encaminhá-lo-á para os setores respetivos, agilizando a comunicação entre o estudante e a Universidade Aberta.

Semestre Curricular

Parte do plano de estudos do curso que, de acordo com o respetivo instrumento legal de aprovação, deva ser realizada pelo estudante, quando em tempo inteiro, no decurso de um semestre letivo.

Subsídios de Estudo da UAb

A Universidade Aberta não se encontra abrangida pelo sistema de ação social das restantes instituições de ensino superior público, contudo atribui subsídios aos seus estudantes nos termos dos regulamentos que constam no portal da Instituição.

Suplemento ao Diploma

Documento suplementar do Diploma que descreve o sistema de ensino superior português e o seu enquadramento no sistema educativo à data da obtenção do diploma; caracteriza a instituição que ministrou o ensino e que conferiu o diploma; caracteriza a formação realizada e o seu objetivo; e fornece informação detalhada sobre a formação realizada e os resultados obtidos. O suplemento ao diploma é um documento bilingue, escrito em português e inglês.

 

T
Titulação de Graus Académicos
Trimestre Curricular

Parte do plano de estudos do curso que, de acordo com o respetivo instrumento legal de aprovação, deva ser realizada pelo estudante, quando em tempo inteiro, no decurso de um trimestre letivo.

Tutor

Sob a orientação do professor responsável pela unidade curricular, a quem cabe a conceção e planificação da mesma, no que respeita a conteúdos, materiais e instrumentos de avaliação, o Tutor exerce funções de docente em uma ou mais turmas, numa perspetiva de aplicação daquilo que é previamente definido e estabelecido. No âmbito do Modelo Pedagógico da UAb, o trabalho do Tutor é tipificado num Plano de Tutoria.

 

U
Unidade Curricular (UC)

Unidade de ensino com objetivos de formação próprios que é objeto de inscrição administrativa e de avaliação traduzida numa classificação final.

Unidade Orgânica

Unidade orgânica de um estabelecimento de ensino superior é a base institucional, pedagógica e científica de uma universidade, através da qual estes organizam e desenvolvem as suas atividades.

Unidade Curricular Isolada

Unidade de ensino, que não obriga à frequência de um plano de estudos, realizada por um estudante em regime de tempo parcial que se inscreve num número de Unidades Curriculares (UC) em oferta na UAb, de um determinado ciclo de estudos.

 

V
Videoconferência

Sistema que permite o contacto visual e sonoro entre pessoas que estão em lugares diferentes. Esta interação é feita em tempo real. Existem vários sistemas de videoconferência que, além da transmissão simultânea de áudio e vídeo, facultam outros recursos de cooperação permitindo a partilha de dispositivos e materiais.

 

X

 

Z
Atualizado em 23.05.2016
Co-Financiado por:
Compete Quadro de Referência Estratégico Nacional União Europeia - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
DeG�is Universidade de E-Learning Universia - O Portal dos Universitários Biblioteca do Conhecimento Online APCER