Barra

Cooperação Internacional

A cooperação e o intercâmbio científico, técnico e cultural com instituições congéneres nacionais e internacionais constitui uma das áreas estratégicas da Universidade Aberta.
A sua aposta nas relações com o exterior tem-se traduzido em inúmeros protocolos e parcerias, com entidades nacionais e estrangeiras, na participação ativa em projetos de formação, nos domínios do e-learning, assim como em atividades de mobilidade, tanto convencional como virtual, de docentes, outros funcionários e estudantes.
Uma outra vertente nestas relações, diz respeito à organização ou coorganização de encontros e conferências, contribuindo para uma projeção internacional da Universidade Aberta.
A atividade internacional da Universidade Aberta é assim variada e extensa abrangendo, sobretudo, a Europa mas também a África, a Ásia e a América.
A sua cooperação com países europeus faz-se sobretudo no âmbito de iniciativas comunitárias, como o Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida, ou os sucessivos Programas-Quadro. A participação em projetos, tanto de investigação como de disseminação de resultados, no âmbito do ensino a distância e das novas tecnologias de comunicação e informação, são, entre outras, áreas de ação desta Universidade, que se assume, cada vez mais, como uma instituição virada para o mundo virtual.
Fora da alçada da Comissão Europeia, as atividades internacionais da Universidade Aberta são feitas ao abrigo de vários protocolos e convénios, assinados com outras instituições de ensino superior e com organismos públicos e privados e destinam-se, prioritariamente, à difusão da língua e da cultura portuguesas.
Na Ásia, a Universidade Aberta está presente em Macau, através da UCM (Universidade da Cidade de Macau /City University of Macau), que oferece cursos em chinês, inglês e português, constituindo estes últimos a oferta pedagógica da UAb. Também em Timor, através das atividades desenvolvidas pelo CE@D, Centro de Ensino a Distância, da UAb, promovendo cursos que visam a formação de professores, de agentes educativos e de funcionários da administração pública timorense. Esta formação, da responsabilidade da Universidade Aberta, em parceria com outros organismos, como o Instituto Nacional de Administração, são ministrados a distância, via videoconferência, encontrando-se os formandos no Centro de Ensino a Distância de Díli.
Entre as atividades realizadas em África destacam-se os projetos de cooperação entre a Universidade Aberta e os PLOP, destinados a colmatar as necessidades locais em termos de educação formal e de aprendizagem ao longo da vida, como é o caso de Cabo Verde, Angola e Moçambique. Este tipo de cooperação tem vindo a aumentar, sendo crescente, tanto o número de estudantes, oriundos desses países, que se inscrevem em cursos formais da UAb, como as solicitações de colaboração feitas à Universidade Aberta por organismos nacionais, regionais e outros, às quais o CE@D responde com cursos destinados a diferentes grupos da população ativa de Angola, em áreas como: formação de quadros da administração pública e do setor empresarial, formação profissional e atualização de conhecimentos no ensino superior.
 

Atualizado em 23.02.2012
Co-Financiado por:
Compete Quadro de Referência Estratégico Nacional União Europeia - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
DeG�is Universidade de E-Learning Universia - O Portal dos Universitários Biblioteca do Conhecimento Online APCER