[21.09.2010]
Imagem da Notícias

UAb coopera com Universidade de Évora e Universidade do Algarve

A Universidade Aberta (UAb) celebrou um protocolo de colaboração com a Universidade de Évora (UÉ), a 20 de setembro de 2010, e outro com a Universidade do Algarve (UALG), no dia seguinte. Ambos os acordos preveem o desenvolvimento do Ensino a Distância (EaD) na UÉ e na UALG, a par da realização de ofertas pedagógicas conjuntas, entre cada uma destas universidades públicas e a UAb, incluindo a criação de novos cursos, que conduzirão a uma dupla titulação.

Ambas as cerimónias de assinatura dos convénios foram realizadas no Salão de Atos da UAb, em Lisboa, e contaram com a presença dos reitores das três instituições, designadamente, Prof. Doutor Carlos Reis (UAb), Prof. Doutor Carlos Braumann (UÉ) e Prof. Doutor João Guerreiro (UALG).

Em ambas as ocasiões, o Reitor Carlos Reis indicou "a responsabilidade social das universidades, sobretudo na formação superior e na (re)qualificação de ativos, e a necessidade de evitar duplicar recursos", como fortes motivos para a celebração destas parcerias.

O Reitor da UAb lembrou também que estas sinergias se enquadram no Contrato de Confiança que foi estabelecido entre as universidades, os politécnicos e o Governo. 

No âmbito da colaboração estabelecida, cabe à UÉ e à UALG facultarem conteúdos de ensino suscetíveis de serem pedagogicamente incorporados em regime de EaD. A UAb disponibilizará, e reforçará, o seu sistema de EaD, apoiando estas universidades na criação de estruturas próprias, envolvendo a plataforma de e-learning, o modelo pedagógico virtual, o Laboratório de Ensino a Distância, a logística de enquadramento académico e as rotinas de tutorialização.
 

A UAb, que foi a primeira universidade portuguesa a ser distinguida com o Prémio da EFQUEL‐European Foundation for Quality in E‐Learning, e com a certificação da UNIQUe ‐ The Quality Label for the use of ICT in Higher Education, distinções que recebeu na semana passada, também já celebrou semelhantes protocolos de colaboração com Universidade de Lisboa, o Instituto Politécnico de Lisboa e a Fundação para a Computação Científica Nacional.